O Tribunal de Contas dos Municípios determinou que o inspetor regional do órgão exerça uma ‘fiscalização rigorosa’ sobre os gastos da Prefeitura de Feira de Santana na Micareta.

O assunto, segundo determinação do presidente do TCM, Paulo Maracajá, será ‘objeto de apuração pelo Egrégio Plenário’.

‘Na medida em que fique evidente o procedimento irrazoável do Gestor, o inspetor deverá lavrar o necessário termo de ocorrência’, afirma Maracajá.