A paralisação,  de apenas três dias,  está programada para os dias 23, 24 e 25 de abril em todo o país. Os professores cobram o cumprimento do piso nacional do magistério no valor de R$ 1.567, legalizado pelo Supremo tribunal Federal desde 2011.

Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE),  apenas 4 estados e o distrito federal pagam o piso.A categoria pleiteia com o ato a valorização dos professores da rede pública.