Procuradores da República do Ministério Público Federal (MPF) na Bahia divulgaram nota manifestando indignação diante da rejeição pelo Senado de um membro da instituição, o procurador Vladimir Aras, indicado para uma vaga no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Com 499 votos, Aras foi o membro mais votado pelo Colégio de Procuradores para a lista tríplice destinada à vaga do MPF na renovação do CNMP para o biênio 2013-2015.

Ele teve o nome aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, mas na votação no plenário, realizada na quarta-feira (3), recebeu apenas 38 votos favoráveis – seriam necessários 41 votos para a aprovação.