Se vivo fosse teria feito 76 anos no dia 15 de fevereiro o cineasta Olney São chico oliveiraPaulo, autor de Grito da Terra, Manhã Cinzenta e O Forte, filmes que marcaram uma época de pioneirismo do jovem nascido em Riachão do Jacuípe, terra da “barriguda”, mas que teve sua vivência em Feira de Santana.

Por certo se estivesse entre nós,  Olney daria sua abalizada opinião sobre o filme “A Terceira Lágrima”, jamais iria torcer o nariz ou fazer pouco caso desse trabalho voluntarioso de Chico Oliveira (foto), contando no elenco com o El Pacino feirense,Dito Leopardo.

Por sinal há na Câmara, fruto de um projeto do ex-vereador Ângelo Almeida, a Medalha Olney São Paulo, que bem poderia ser outorgada,com mérito, ao cineasta Chico Oliveira.

Reginaldo Tracajá/ Foto&Grafia