Depois de tentar fazer-de-conta que as obras do Mercado de Arte Popular estavam ‘a todo vapor’, o Governo de Feira de Santana admitiu o atraso nas obras de reforma do MAP.

A obra era para ter sido entregue há quase um ano. Os comerciantes foram alocados em um galpão na descida da av. Olímpio Vital.Estão todos no prejuizo.

Esta semana o Governo ‘deu uma satisfação’ à comunidade e admitiu em nota que havia o atraso mas que ‘a culpa’ é do governo federal que não repassou a verba.

Dessa vez, ao contrário dos ‘desmentidos’ sobre obra parada, não exibiu nenhuma foto do prédio esqueletado no Centro da cidade.