Os casos de urgência e emergência veterinária no Parque de Exposição Agropecuária de Feira de Santana estão sendo atendidos por dois veterinários e assistentes.

O diagnóstico mais comum é a síndrome cólica, que ataca mais eqüinos, relacionada ao estresse, e outros fatores ambientais. O plantão é de 24h. Até a quarta-feira, 9, foram registradas oito ocorrências. A prestação do serviço é gratuita.

O veterinário Railson Brandão orienta aos tratadores que, para evitar o problema, ofereçam alimentação de boa qualidade e água limpa e fresca. Em caso de necessidade de atendimento, o tratador deve procurar os veterinários.

Ele ainda disse que se constatado casos graves o animal deve ser imediatamente encaminhado para clínicas especializadas na raça. Vacas adultas requerem cuidados específicos, explica, porque apenas é permitida a entrada nos parques de exposição com a prenhez confirmada.

Neste ano, de acordo com o veterinário, ainda não foi realizado nenhum parto no Parque, procedimento considerado comum principalmente entre os ovinos.