DILMA ROUSSEF MINHA CASAEm 2010 José Ronaldo estava, oficialmente, sem o mandato de Prefeito de Feira quando candidatou-se ao Senado Federal pelo DEM. Não foi eleito mas a votação e a campanha lhe deram uma outra dimensão estadual e lhe garantiram ser eleito, com folga, para um terceiro mandato que termina este ano.

Contabilizado também o tempo em que o ex-deputado Tarcízio Pimenta foi Prefeito, a gestão de Ronaldo em Feira de Santana completa 16 anos.

Neste terceiro mandato a ‘máquina’ administrativa montada por Ronaldo no primeiro governo (2001) parece andar emperrada. As críticas partem de todos os setores da população que demonstra indisposição com o ‘terceiro mandato’.Os fatos estão aí mostrando o desgaste do Governo.

O Prefeito é candidato à reeleição. Em todas as vezes que candidatou-se adotou uma estratégia que a imprensa radiofônica alimenta sofregamente: nunca diz que é candidato. E fica no ar aquela afirmação: “mas Ronaldo não disse ainda...”. Mas ele sendo mais candidato do que todos.

Dessa vez, o prefeito José Ronaldo precisa da reeleição para ser candidato mais uma vez ao Senado. O sonho de ser governador já não brinca com os travesseiros do prefeito, pois no campo do DEM já tem um herdeiro no topo da preferência, ACM Neto. Mas o Senado ainda é possível.

Caso seja reeleito, para se candidatar ao Senado ele terá que se desincompatibilizar e assumirá o então Vice-Prefeito ou Vice-Prefeita. Você arrisca quem será?