IMG_20160417_111649359Ventilador sem hélice, hélice de ventilador, duas pias,pedaço de cano com rosca, pedaço de cano sem rosca, chuveiro elétrico, chuveiro com cabo, chuveiro sem cabo..é impossível descrever o que você vê na foto pois imagine, ao vivo, em pleno sol de um domingo qualquer.

Estamos num dos setores mais diversificados da famosa Feirinha da Estação Nova, a maior feira livre da cidade de Feira de Santana e da Bahia.

Essas e outras mercadorias de todo tipo ocupam o chão de duas ruas próximas ao mercado de carnes que está provisoriamente num terreno enquanto a Prefeitura constrói um galpão.

O que existe, o grande galpão da Feirinha, foi uma vitória do pessoal das verduras. Uma multidão de feirantes e IMG_20160417_100424073consumidores num vai-e-vem que só termina por volta das 18 horas, chova ou faça sol. Domingo é uma festa na Feirinha,e é como esse povo trabalha!

Nesse domingo que passou encontrei fazendo feira o repórter Ney Silva logo na entrada do galpão. O radialista Roberto Rubens é freguês de uma banca próxima à barraca de May Simpatia.

A barraca de May é um caso à parte.Localizada numa esquina com ampla visão do mundo em volta e uma gastronomia  ensopada de madrugadas e trabalho, como diria o poeta Marcos Porto, de saudosa memória.

Eu sinto que todos ali estamos trabalhando. Como eu, que hoje  tento estas linhas para descrever o que é e o que vi, todos estamos vendendo ou comprando alguma coisa.

A cerveja do marchante derrama a espuma que ele enxuga com o avental sanguinolento. O camarão IMG_20160417_104304699está mais vermelho e a vendedora de verduras tem uma aliança no dedo direito.

E esse abridor de garrafas? Eu sei quem inventou, eu o conheci.Um dono de uma bodega no interior do Rio Grande do Norte. Eu era menino e lembro. Começou com pregos. A grande diferença dele para os outros é que não afeta a tampinha que pode ser reusada. Sebastião Batalha era o nome dele. Mas essa é outra história.

Por hoje é só.Boa semana a todos.