Trinta e oito manifestações culturais imateriais já foram reconhecidas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

O Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, de acordo com a UNESCO, órgão das Nações Unidas, compreende as expressões de vida e tradições que comunidades, grupos e indivíduos em todo o mundo recebem de seus ancestrais e repassam a seus descendentes

Destas,  cinco estão inscritas na UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, inclusive o Samba-de-Roda e a Capoeira.
Samba de Roda –  . Está presente em toda a Bahia, principalmente no Recôncavo, o entorno da Baía de Todos os Santos. É uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais presentes no cotidiano dos baianos. Exerceu influência no samba carioca e, até hoje, é uma das referências do samba

Roda de Capoeira –  Hoje é um dos símbolos da identidade brasileira é praticado em mais de 160 países. mistura de dança e luta tem, entre suas origens, o período da escravidão

Frevo – A expressão artística do carnaval de Recife é uma forma musical, coreográfica e poética enraizada em Pernambuco. O gênero musical urbano surgiu no final do século XIX, no carnaval.

Círio de Nazaré – A celebração religiosa de Belém (PA) é considerada uma das maiores do mundo.

Arte Kusiwa – A pintura corporal e arte gráfica dos povos indígenas Wajãpi, no Amapá, sintetizam o modo particular de conhecer e agir sobre o universo. São 48 aldeias onde vivem mais de mil índios.

Fonte: Ministério do Turismo