urna-eletronica-maoO promotor público Audo Rodrigues não aceitou o pedido de abertura de nenhum procedimento de investigação eleitoral pedido por um grupo de candidatos a Vereador derrotados na eleição.

O grupo reclama que votos que eles têm convicção que foram digitados por eleitores como maridos, esposas, filhos e amigos, não foram computados no resultado final da apuração.

O promotor não levou em consideração nenhum argumento e orientou os candidatos que se sentiram prejudicados a constituir advogados e entrarem com ações individuais.