img_20170831_060237

Tirar as pessoas e relocar para o espaço Feira Verde, sem dotar de mínimas condições de sobrevivência, é um contrasenso. Concordar com esta truculência é canalhice sim. Para provar que não, os vereadores poderiam muito bem a partir de agora discutir soluções. Caso se abstenham, é sim o termo adequado: Canalhas.Queria ver a reação do vereador ou do repórter se a mulher grávida agredida fosse parente de um deles”

O trecho acima é de um comentário do economista e professor universitário  Antônio Rosevaldo em  post do jornalista Jânio Rêgo,  no Facebook (clique aqui) sobre a repressão desencadeada esta semana pela Prefeitura de Feira contra o mercado informal na praça do Lambe-lambe, na avenida Senhor dos Passos.

Na operação policial de expulsão duas mulheres grávidas foram agredidas.

A Câmara Municipal fica  a menos de 100 metros da avenida.

Os vereadores fizeram de conta de que nada estava acontecendo, embora avenida tenha sido interrompida em decorrência do fato por mais de duas horas.