dsc07567

O evangelismo e o  evangelês estão tomando conta dos discursos políticos dos vereadores na Câmara de Feira de Santana.

Raro é o vereador que sobe à tribuna e faz um discurso sem ter o recheio de uma certa  histeria pentecostal.

Semana passada um deles disse que viu ‘o demônio’, o ‘capeta’, o ‘tinhoso’! e por todo o plenário o grito de  ‘tá repreendido’ ecoou forte como um salmo.

Outro dia o decano vereador Roberto Tourinho apelou para o bom senso dos vereadores para não misturarem os púlpitos: o das igrejas com o da Câmara.

Foi em vão. No dia seguinte um vereador fez um projeto para obrigar a leitura da Bíblia nas escolas.

O jornalista Glauco Wanderley diz que é um ‘vexame’ para alguns evangélicos os projetos da ‘bancada evangélica’.

O mais recente projeto dessa ‘bancada’ vai na esteira do episódio do Museu no Rio Grande do Sul e quer impor censura prévia às exposições artísticas em Feira de Santana…

na foto, manifestação de 2013 passando defronte à Câmara fechada.com tapumes.