Uma criança de apenas 3 anos de idade é a mais recente vítima  da ‘guerra do tráfico’ que tem se intensificado em Feira de Santana e  feito diversas vítimas, principalmente jovens pobres da periferia da cidade.

A criança estava no local, no distrito rural da Matinha ,onde Tarcisio Ribeiro Conceição, de 23 anos, foi assassinado a tiros por volta das 17h do sábado (3).

Segundo a  polícia foram ” homens encapuzados” que dispararam contra Tarcisio, atingindo também a criança que encontrava-se com o pai no local do atentado.

Homens encapuzados” já tornou-se quase uma ”’senha’ policial para dizer que se trata de mais um crime insolúvel. A taxa de elucidação de crimes desse tipo em Feira de Santana é quase nula, principalmente quando envolvem pessoas “com passagens pela polícia” ou “envolvidos com drogas”.

A população da Matinha, uma zona rural de origem quilombola, está abalada e indignada com a possível impunidade que também vai imperar sobre esse crime.

Grupos de direitos humanos religiosos da cidade articulam-se para cobrar da Polícia a elucidação do caso.