Em uma entrevista ao repórter Taiuri Reis, da Rádio Princesa FM de Feira de Santana, o pré candidato a deputado estadual pelo PSOL, Jhonatas Monteiro, conhecido também como “Rasta do PSOL’,  explicou que a candidatura de Guilherme Boulos e Sônia Guajajara à Presidência da República é do partido e dos movimentos sociais e do ponto vista político é também do Partido Comunista Brasileiro (PCB) com quem  o PSOL está aliado e vai se coligar para as eleições deste ano.

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o PSOL faz coligação mas não faz coligação com gato, cachorro papagaio e tudo mais…”, ironizou.

“O que a gente assiste é isso: partidos que aparentemente são contraditórios estão juntos na eleição. O PSOL não acredita nesse tipo de aliança porque depois quem paga é o povo, pois essa aliança é toda baseada em toma-lá-dá-cá, troca de cargos, favores, pedaços da máquina pública.O PSOL não tem interesse nesse tipo de política”, disse ao radialista.

Ele lembrou que Boulos é coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e Sônia Guajajara da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil.

“Junto com esses movimentos tem uma série de outros, como o Fora de Eixo, por exemplo, e do ponto de vista político o Partido Comunista do Brasil, PCB.”, disse.

Deputado estadual – Quanto à pré candidatura dele, Jhonatas falou que “há uma possiblidade real de eleição neste momento” político em que vive o país e a Bahia. Ele lembrou que já em 2014 foi o mais votado do partido no estado.

E acrescentou:

“Muitas categorias de trabalhadores, muitos movimentos sociais não se vêem hoje representados na Assembleia Legislativa e têm batido na nossa porta para tratar dessa candidatura a deputado estadual. A Bahia precisa de um mandato combativo”.