Em uma entrevista à Rádio Vaticana, o arcebispo de Feira de Santana, dom Zanoni Demettino, disse que a escravidão no Brasil foi um crime de lesa-pátria que ainda hoje machuca o povo brasileiro.

Membro referente da Pastoral Afro-brasileira, dom Zanoni explicou que “há uma cultura de negação, que tende a silenciar, a esconder, a não reconhecer essa descendência, a presença afro no país”.

Ele comemorou, no entanto, o crescimento do número de bispos no país que relevam esse aspecto afro-descendente da população brasileira.

Ouça a entrevista na íntegra clique aqui