A construção do túnel subterrâneo de drenagem é a obra mais cara e trabalhosa do projeto de implantação do BRT de Feira de Santana que envolve cerca de 100 milhões de reais.

Chamado tecnicamente de  ‘tunnel liner’ , ele terá mais de 2 quilômetros de extensão e está sendo escavado a uma profundidade de cerca de 12 metros abaixo do nível do solo urbano.

Pelo túnel serão escoadas as águas do lençol freático afetado com a construção das duas trincheiras construídas nas avenidas Maria Quitéria e João Durval.

A escavação do túnel começou há dois anos nas imediações do Colégio Estadual João Barbosa de Carvalho, no Tanque da Nação.Toneladas de argila são retiradas diariamente.

O projeto do BRT de Feira é controverso e bombardeado por críticas de diversos segmentos.

Semana passada o novo prefeito de Feira, Colbert Martins, anunciou a inauguração do BRT no final do ano.

A foto é do ‘ponto de observação’ da rua Conselheiro Franco, próximo ao Beco do Mocó no centro de Feira.