Uma gigantesca ‘Caveira de Boi’, esculpida em metal, é a peça do artista Mário Cravo Jr. que compõe uma exposição temática comemorativa dos 50 anos do Museu Regional de Arte em Feira de Santana.

O artista morreu hoje em Salvador aos 95 anos de idade.

A exposição aborda a corrente ‘modernista’ na Bahia da qual Mário Cravo é um dos ícones.

A peça faz parte do acervo fixo do Museu, é datada de 1952 e encontra-se na segunda sala da exposição ‘Close Estético’ ladeada de outras celebridades das artes plásticas da Bahia, Raimundo de Oliveira  Genaro de Carvalho e Carlos Bastos.