O que mais chama a atenção na reportagem do jornal Folha do Estado sobre os problemas no primeiro dia de aula ontem é a justificativa da secretária de Educação, Jayane Ribeiro.

A secretária, para quem não sabe, está no cargo há mais de 10 anos. É um dos exemplos da ‘meritocracia’ brasileira que se revela também na administração da Feira: ganhou o cargo porque era filha de uma outra secretária do então Prefeito Zé Ronaldo.

Do alto de sua vasta experiência, Jayane culpou a “burocracia imensa” que existe no governo para comprar merenda escolar e outros itens imprescindíveis para começar o ano letivo.

Esse cinismo não surpreende, mas revela um desleixo e uma falta de planejamento imperdoáveis para quem tem tanto tempo ocupando a cadeira de Secretária.