Apenas duas empresas participaram da licitação que a Prefeitura de Feira de Santana fez para contratar a confecção de um projeto de requalificação urbana do centro da cidade.

Uma empresa, a UFC Engenharia Ltda, de Salvador, foi inabilitada para ir até o fim do certame, ficando como habilitada a STE Serviços Técnicos de Engenharia S.A, de Curitiba.

O ‘projeto de requalificação’ é baseado na ideia de retirar o comércio ambulante de algumas ruas para melhorar a trafegabilidade, principalmente para veículos.

A Prefeitura de Feira de Santana dispoe de cerca de 40 técnicos da área de urbanismo, entre engenheiros e arquitetos habilitados.

Os próprios técnicos através de uma associação, reivindicaram ao prefeito Colbert Filho o protagonismo da reforma urbana que o governo pretende implementar.

Mas o governo prefere terceirizar a criação do projeto e pagar por essa etapa da requalificação os 7 milhões de reais.