Músicos remanescentes da ‘Carambola’, ‘Carapeba’ e ‘Carapinha’ se uniram em 1903 e formaram a Phylarmônica Popular.

Idéia e execução do maestro Clementino Costa, que fundara a Phylarmônica Carapinha composta exclusivamente  por músicos negros, em1898.

A ‘Carapeba’ e ‘Carambola’ foram orquestras criadas pelos coronéis donos de partidos políticos naquele século.

Outras orquestras foram criadas mas apenas a Popular atravessou o tempo e permanece viva.

Essa história está na exposição que visitei em Lençóis, no campus avançado da Universidade Estadual de Feira de Santana na Chapada Diamantina.

p

“A exposição reflete a significação histórica e sua importância na incrementação do turismo cultural da região”, diz o texto de apresentação. A exposição vai somente até o final deste mês.