O Museu Casa do Sertão, entidade da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), convida a comunidade para a exposição sobre o Dia Mundial da Fotografia, comemorado em 19 de agosto.

A mostra tem início nesta quinta-feira (08) com 20 imagens da região do Piemonte da Chapada Diamantina, captadas entre 2017 e 2019 por pesquisadores, estudantes e pessoas da comunidade, com objetivo de evidenciar a riqueza cultural da região, distanciando-se da visão estereotipada de miséria e seca.

O projeto, intitulado Exposição Fotográfica Sertão Noturno – Projeto Cores do Sertão é desenvolvido em parceria com o Grupo de Pesquisa em Cultura Visual, Educação e Linguagem (Cult-vi) da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Campus de Jacobina. A captação das imagens se dá por meio de saídas fotográficas organizadas pelo grupo, inclusive com concursos e premiações, nos quais os autores cedem às imagens e autorizam a divulgação.

Participam da mostra os fotógrafos Ronaldo Santos, Carlos Guedes, Alex Felix e Sérgio Silva. Eles produziram fotografias durante a noite, fazendo uso da técnica light paint, que consiste em articular/administrar a luz (disponível ou projetada) e as sombras, para a produção de determinados efeitos. Com essa técnica os fotógrafos conseguem transmitir diferentes sensações sobre a paisagem e emprestam uma áurea fluída para as cenas que representam.

A mostra, que fica em cartaz até 13 de setembro, também reúne parte da coleção dos fifós e candeeiros pertencentes ao Museu Casa do Sertão, numa tentativa de diálogo com as imagens do ‘Sertão Noturno’, com variedade no tamanho, nas formas e materiais empregados em sua artesanal confecção.

Os objetos acompanham a trajetória histórica do povo sertanejo, ainda comuns em muitos lares e vendas da roça, aonde não chegou à eletrificação rural.

fonte e fotos: Everaldo Goes