Clique para ler o documento completo em PDF

Aos poucos vão se revelando as armadilhas montadas pelo Shopping Popular e Prefeitura de Feira de Santana para ‘pegar’ os camelôs que irão pagar aluguel de boxes no empreendimento que está em construção no Centro de Abastecimento.

O Blog da Feira conseguiu a minuta do contrato padrão que os camelôs deverão assinar com a empresa chamada de Concessionária Feira Popular S.A.(clique na imagem)

Na cláusula dos ‘reajustes’, chama a atenção a clara intenção da empresa em tornar mensais os reajuste dos alugueis, “caso seja legalmente permitida”

“a adoção de periodicidade de reajustamento menor, todos os
valores fixados em Real neste Contrato passarão automaticamente a serem reajustados na menor
periodicidade permitida e, se não houver impedimento legal, pela periodicidade mensal.”

Nesse mesmo documento estão as penalidades pela inadimplência. Clique na imagem e leia o documento completo.

LEIA TAMBÉM:

Consórcio do shopping popular já recebeu R$ 12 milhões da Prefeitura de Feira, além da área do Centro de Abastecimento

17 perguntas sobre o shopping popular para a Prefeitura de Feira de Santana responder