Terminou neste domingo, 8, a quadragésima quarta(44) ExpoFeira, a exposiçao agropecuária anual no Parque João Martins da Silva em Feira de Santana.

Desde o ano passado a exposiçao acontece sem os shows de cantores e bandas famosas, de cachês milionários que atraiam milhares de pessoas ao evento. A Prefeitura de Feira adotou a política de privilegiar a exposição agropecuária em si e os espaços tradicionais de lazer como o ‘Caminho na Roça’.

No ‘Caminho da Roça’ aconteceram as apresentações de bandas e cantores regionais com espaço para dança, alimentação e bebida.

E os angicos?

Quatro pés de angico demarcarão o Espaço do ‘Agro Saber’ para os próximos anos no Parque de Exposição.
No espaço funcionou o stand da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). E. as mudas foram plantadas na tarde do sábado, pelo secretário de Agricultura, Joedilson Freitas e o reitor da UEFS, Evandro do Nascimento.
O angico é considerado “um forte da flora brasileira”. Árvore de muitas serventias tem uma simbologia muito grande no Nordeste.

Angico para alguns pode ser uma referência histórica – Grota de Angicos, no sertão sergipano, local onde Lampião e Maria Bonita foram mortos. Para outros, pode se referir à cidadezinha do interior potiguar – Angicos, local escolhido por Paulo Freire para dar início ao seu projeto pioneiro de alfabetização.Provavelmente, os dois lugares têm a origem de seus nomes ligada à árvore de flores brancas e pequenas, cheirosas, delicadas e bonitas, que atraem abelhas produtoras de mel.