Ricardo Conceição, 22 anos, era daqueles jovens do conjunto Cordeirópolis que traficopodia estar no tráfico de drogas da região do bairro da Mangabeira mas encontrou a morte como operário honesto de uma obra insegura.

Cordeirópolis aparece frequentemente na crônica policial da cidade.

No segundo semestre do ano passado pelo menos dois homicídios com níveis altos de violência aconteceram: um sequestro seguido de morte e outro com orelha decepada e marcas de tortura. Assassinatos ligados ao tráfico de drogas.

Ambos eram jovens com idades parecidas com a de Ricardo que no final das contas teve destino também parecido,  vítima de um outro tipo de insegurança e violência.