Cacique Yssô debate com os índios Tabajaras-1No último final de semana representantes de comunidades indígenas localizadas na bacia do Rio São Francisco reuniram-se em um Seminário na Aldeia Mãe Pataxó Barra Velha, a cerca de 200km de Porto Seguro, litoral sul da Bahia.

E lá elaboraram um documento que será encaminhado ao Comitê da Bacia Hidrográfica o Rio São Francisco/CBHSF como contribuição para a luta pela revitalização do Velho Chico.

Entre as propostas e reivindicações dos indígenas está a ‘isenção de outorga do uso da água’ do Rio São Francisco para as comunidades indígenas.

O seminário reuniu mais de 150 lideranças, representando 30 povos que integram a bacia. Entre estes Uilton Tuxá, cacique da aldeia Tuxá de Rodelas, Bahia e coordenador da Câmara Consultiva do Submédio São Francisco e Ailson dos Santos, o cacique Yssô Truká, da Aldeia Tapera Truká de Orocó, Pernambuco.(foto)

Estima-se que vivam mais de 100 mil índios em toda extensão do Velho Chico.