moradores de ruaO pé da moradora de rua apresentava uma ferida infeccionada, resultado de uma frieira. Uma enfermeira fez o curativo e o médico receitou um medicamento para combater o problema.A mulher tomou o comprimido e sem querer se identificar rapidamente deixou o local onde estava, na rua Vasco Filho, com outras duas pessoas.

Ela foi uma das pessoas atendidas pela equipe do Programa Consultório de Rua aqui em Feira de Santana, coordenado pela  Secretaria Municipal de Saúde, na noite de quarta-feira, 21. O programa foi instituído pela Política Nacional de Atenção Básica, em 2011.

A Secretaria Municipal de Saúde já cadastrou no Programa mais de 210 moradores de rua.

O médico Ritze Viegas explica que os casos mais comuns entre os moradores de rua é a frieira, micoses, problemas mentais, diabetes e hipertensão. Mas já foram diagnosticados casos de hanseníase e tuberculose. Eles recebem um tratamento, mas quando o quadro é mais grave são encaminhados para as policlínicas municipais.

Informações e foto: Secom