juraci no beco

Em um texto de apresentação do livro do fotógrafo George Lima, “Cidade Inegociável” – “uma espécie de conversa à meia voz sobre o combalido patrimônio arquitetônico de Feira”-  o poeta, arquiteto e artista visual Juraci Dórea diz que “a arte é, provavelmente, a melhor forma para amenizar a aridez espiritual da Feira de Santana.”

Esta Feira de Santana que já assumiu ares de metrópole e que surpreende, a cada dia, pelo crescimento econômico, mas pouco avança em aspectos como cidadania, respeito ao meio ambiente e valorização das expressões artístico-culturais. – completa.

Na foto, Juraci, com o filho João, no Beco da Energia.

Mais sobre Juraci e sua obra clique aqui.

Leia também:

Livro faz alerta sobre especulação imobiliária em Feira