img_20170317_212051621

O autor e diretor Fernando Pedro Maria , do Grupo de Teatro Recorte,  utilizou-se do ‘teatro de sombras’ para  montar a cena da peça “As Encarceradas”,  na qual  duas detentas fazem sexo na cela onde se passa a história. A platéia vê as silhuetas por trás de um lençol sujo de Presídio.

A peça mostra o cotidiano de cinco mulheres juntas em uma cela. O texto  foi feito a partir de pesquisa com detentas do presídio de Feira de Santana.

‘O Recorte é um grupo de atores que através do teatro Brechtiano leva ao palco espetáculos para entreter, refletir e pensar nosso espaço social”, explica a página do grupo no facebook onde  estão mais informações sobre a proposta e o elenco.

São oito atores no palco, sendo seis mulheres e apenas dois homens que  entram em cena para flashbacks das histórias pessoais delas e uma cena caracterizando os programas policiais da televisão.

A peça utiliza também o áudio-visual, informações, estatísticas e depoimentos sobre o sistema prisional e a criminalidade feminina no Brasil. Na foto, o diretor e os atores ao final da peça, na  sexta-feira.

Neste sábado, 18, o grupo faz nova apresentação, às 20 horas. Ingressos 12 e 24 reais.