A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia oficializou nesta segunda-feira (03), o pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Arena Fonte Nova.

O grupo liderado pelo deputado Luciano Ribeiro (DEM) entregou nas mãos do presidente da Casa, Ângelo Coronel (PSD) o requerimento de instalação da CPI para apurar a suspeita de superfaturamento nas obras do estádio.

O  pedido está diretamente relacionado com a Operação Cartão Vermelho, da Polícia Federal, que apura desvios de 82 milhões de reais na construção do estádio e envolve o ex-governador Jaques Wagner.

“Foi um passo muito importante para que a Oposição possa cumprir mais uma vez o seu papel de fiscalizadora dos atos que estão diretamente ligados a gestão do estado. Os envolvidos terão a oportunidade de esclarecer os fatos que cercam as denúncias feitas pela Polícia Federal”, afirmou o líder Luciano.

O objetivo é investigar, no prazo de 180 dias a partir da instalação, as irregularidades apontadas pelo TCE e pelo TCU no procedimento de licitação e contratação da parceria pública e privada com a sociedade empresarial, com prejuízos aos cofres públicos do estado.

O pedido de CPI teve a assinatura de todos os deputados da Bancada.