Um ‘grito de Micareta’, próximo dia 21, um domingo, vai mudar a rotina de São João do Cazumbá com a presença de um grupo feirense que está crescendo no cenário das artes baianas, o Roça Sound.

São João do Cazumbá fica encravado no Centro Industrial do Subaé (CIS), em Feira de Santana, onde está o maior ‘PIB’ do Município mas nunca foi um lugar rico.

Ao contrário.Sua formação e nome próprio estão ligados à ‘história marginal’ da cidade, que é encarnada na figura lendária do quilombola, salteador e líder de bando que viveu no século XIX na região, Lucas da Feiralucas da feira.

Cazumbá seria uma referência direta ao ‘amigo e compadre’ envolvido na história de Lucas,  Zé Cazumbá.

O bairro  é majoritariamente formado por negros.

Para a logística do sistema de transporte coletivo de Feira ele é considerado um ‘sub-bairro’ do CIS

Só existe uma  entrada e saída de veículos em São João do Cazumbá, que é pela avenida principal do CIS.

Tem uma escola, igreja e a comunidade espera uma creche ‘prometida há muitos anos’.

Leia mais:

Maria Antonieta, a última ‘rezadeira’ do São João do Cazumbá