Colunistas

André Pomponet

Socorro Pitombo

Laila Geovana Beirão

Ana Maria Mendes Sampaio
Últimos posts por Ana Maria Mendes Sampaio (exibir todos)

Yasmin Oliveira
Últimos posts por Yasmin Oliveira (exibir todos)

Andreza Conceição
Últimos posts por Andreza Conceição (exibir todos)

Daniel Rego

Carlos Novaes

Nilo Reis

No começo da tarde de hoje (20) nuvens azuladas cobriam o céu feirense. Sob elas, corriam fiapos esbranquiçados de nuvens curtas. Quem observava tinha dificuldade de prever se choveria ou não. Aquela densa camada encobria o sol e filtrava uma luz baça, estranha, quase cinematográfica. Só que o calor se mantinha rijo e, nas têmporas

Pandemia freia o afã viajante do feirense

Todo cronista, em algum momento, escreve uma crônica sobre a falta de assunto. Algumas delas se tornaram clássicas na literatura brasileira. Caso algum deles aportasse aqui na Feira de Santana nos últimos dias, não poderia reclamar da escassez de matéria-prima. Ao contrário: as novidades se avolumam num turbilhão que é difícil de acompanhar. Talvez se

Tanquinho, cidade guardada pelo monte de pedra

  Localizada às margens da BR-324, tem como referência a pedra bonita e alta, chamada de ‘Monte da Emancipação’ em alusão ao desmembramento de Tanquinho de Feira de Santana. Quem passa pela estrada ou de qualquer local onde estiver em Tanquinho é a pedra que domina o olhar do visitante, como que debruçada sobre a

Ao “mito”, as panelas

Elas voltaram. Depois de uma longa inatividade, a turma das panelas resolveu reocupar as varandas gourmet, desta vez contra o Jair Bolsonaro, o “mito”. Nas últimas duas noites os protestos foram intensos em capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador e Recife. É o que se vê no noticiário. A epidemia

É tanto álcool em minha mão

O coronavírus e os espertalhões

São muitas as desgraças que afligem a humanidade, mas sempre existirá quem saiba tirar proveito do pânico, do medo ou da miséria alheia. Teve quem, na Idade Média, aproveitasse par enriquecer ou ganhar mais poder e influência com a Peste. Os ratos serviram de motivo para a dominação. As pulgas dos ratos fizeram encher a
Caross Presbíteros, Diáconos, Religiosos e Religiosas. O Senhor é a nossa força! Tendo presente a determinação do Governo do Estado, do dia 16 de março do corrente ano, que proíbe a realização de eventos com mais de 50 pessoas, por 30 dias, nas cidades de Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro, estabelecemos e orientamos
TOP